• dia #24 – o horror de saber não haver tempo para tomar nota
    qual é o tipo de afetosentido por alguém ao notar que corda arrebentou?milésimos de segundos separamo acaso do incontornável qual é o famoso filme exibido na telana memória de quem sabenão poder fugir do inadiável? qual é a palavra que […]
  • dia #23 – abandono
    o vidro fosco da memóriame permite lembrar apenas dasensação desconcertantedo sonho no qual minhasombra me abandonou para lá, para cáe nenhum sinalnadauma rusga sequerdaquela que me acompanhouindependentemente da conjunturahumor ou disposiçãoe agorasem menos nem maisme deixa sozinha em pleno subconsciente?! […]
  • dia #22 – a saia rodada da minha avó
    a saia rodada da minha avóé calma e certezatudo é passageirocomo o vento que movimenta a fazendada saia rodada da minha avó o jeito com que ela secaas mãos no pano de sua saia rodadaavisa que não está a passeio […]
  • dia #21 –
    o encontro de suspirosa colisão de ideiasa espera da paquerao embate dos desejos caminhada rumo ao desencantoqueda livre conscienteserá como se a primeirauma dureza diferente cara na portamão no seiobeiço no chãolíngua nos dentes
  • dia #20 – frustração
    Roberta não leva jeitopra essa coisa de jardinagemquando foi que isso viroupassatempo de jovem? impossível matarsuculentas, dizemha-ha, Roberta já provouque dá pra fazer acontecer no fundo há a culpasem falar na pressãopeso de uma geraçãosentido dia a dianão bastasseo MEI, […]

newsletter divaganças

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s